Pesquisar Matérias


Caçador atira e arrasta sua cachorra após ela dar à luz a 6 filhotes

Mais amor, por favor!


O único crime dessa mãezinha foi dar à luz. Aconteceu em Chantada, município da Espanha na província de Lugo, o ato de um caçador contra um cachorro causou uma onda de indignação nos moradores e nas redes sociais. Ele agrediu fisicamente sua cachorra depois que ela deu à luz a seis filhotes.

O homem que testemunhou o evento gravou tudo com seu celular.

Ele tentou interferir quando ouviu o tiro. Acusou o caçador de fazer algo totalmente absurdo e desumano, mas o mesmo não lhe deu ouvidos e ainda respondeu com um jargão popular na Espanha:

"Eu posso dar tiros em quem sai das bolas", que refere-se ao futebol, quando o jogador erra e a bola vai pra escanteio.

O resgate foi chamado. As associações Mundo Vivo, Libera e o Partido Animalist (PACMA) denunciaram o que aconteceu. Eles explicam que o cão sofreu muitas fraturas, e encontra-se em estado muito grave tentando se recuperar num hospital veterinário

"Vendo que ela sobreviveu, ele bateu na cabeça dela e a arrastou para casa para terminar o trabalho", escreveu um representante do Mundo Vivo, que transmitiu um vídeo onde você pode ver o estado do cachorro enquanto o homem a arrastava. e depois ele a deixa no meio do caminho quando percebe que foi descoberto e filmado.

O crime da pobrezinha foi apenas dar à luz. A mãe seriamente ferida foi levada a um hospital veterinário em Lugo, os filhotes foram tratados por um médico veterinário da cidade", acrescentou o representante do Mundo Vivo.

A instituição anunciou que apresentará uma acusação contra o agressor, que serão tomadas medidas legais contra ele, que será acusado pelo crime de abuso de animais. Se for a julgamento, poderá receber uma sentença de até 18 meses de prisão.

A parte do PACMA, que também divulgou as cenas registradas pela testemunha, denunciou o fato expressando sua indignação com o tratamento deplorável que o cão inocente recebeu.

Um porta-voz do Mundo Vivo ofereceu declarações sobre o caso a uma mídia local e afirmou que os filhotes estão em perfeita saúde.

Ele também comentou que eles vão pedir à Guarda Civil para cuidar deles. A partir de segunda-feira, um guarda de animais cuidará dos seis filhotes.

Segundo as informações da associação animal Libera, atos semelhantes foram cometidos na Galiza nos últimos meses com total impunidade.

Os ativistas que fazem parte das organizações de animais esperam que o Ministério do Meio Ambiente da Xunta da Galiza desative e sancione multas de até 30.000 euros ao caçador agressor.

O compromisso de todos é levantar a voz contra o abuso de animais que, como esse cachorro, são vítimas da crueldade de pessoas tão cruéis, que não merecem ser chamadas de seres humanos.


Esse homem é um monstro! Está muito longe de ser um humano.








Adaptação de Texto: Vida que Importa


Fonte: https://www.zoorprendente.com/